41 universidades portuguesas já aceitam o Enem como forma de ingresso

Em agosto, o Ministério da Educação anunciou novos convênios com universidades portuguesas. A partir de agora, mais quatro instituições começam a aceitar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), feito no Brasil, como processo seletivo para os cursos de graduação. Esses novos convênios já estão em funcionamento, permitindo que estudantes possam se inscrever para os cursos de graduação no exterior já com a nota do Enem 2019.

Atualmente, 41 universidades de Portugal já aceitam a nota do exame brasileiro como forma de ingresso nas instituições. Os primeiros convênios foram firmados em 2014, durante o governo de Dilma Roussef. Inicialmente, apenas as Universidades de Coimbra e de Algarve aceitavam o Enem.

Desde o início do convênio, a Universidade de Coimbra já recebeu mais de 1.239 estudantes brasileiros ingressantes pelo Enem, enquanto a Universidade de Algarve recebeu mais de 450. As instituições que já possuem convênio com o governo brasileiro podem ser encontradas na página oficial do Inep.

A partir de janeiro do próximo ano, quando os resultados do exame forem divulgados, os candidatos poderão procurar quais são as universidades que possuem critérios de admissão específicos.

Alunos brasileiros relatam casos de xenofobia

O convênio, no entanto, não deve ser a única forma de garantir que brasileiros possam estudar no exterior. Alunos do curso de direito, da Universidade de Lisboa, relatam casos de preconceito, incluindo ameaças de agressão física. Em um dos casos, foi deixada uma caixa com pedras na entrada da universidade, com uma placa onde estava escrito “grátis para atirar em um zuca” – “zuca” é a maneira pejorativa para se referir aos brasileiros.

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou já ter entrado em contato com a Embaixada de Portugal para que medidas possam ser tomadas, visando a segurança dos estudantes brasileiros.


Fonte: https://www.acordacidade.com.br/noticias/216790/41-universidades-portuguesas-ja-aceitam-o-enem-como-forma-de-ingresso.html


Comentários da notícia