Projeto para estimular estudantes a desenvolverem apps abre inscrições

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Samsung, empresa de tecnologia, se unem pela segunda vez para promover um projeto que estimula o desenvolvimento de aplicativos educaionais. O programa incentiva a participação de estudantes, professores e profissionais de tecnologia na criação de dispositivos que possam auxiliar no ensino de língua portuguesa, matemática, ciências da natureza e ciências humanas nas escolas brasileiras.

A iniciativa, chamada Maratona Unicef Samsung, abre as inscrições na segunda-feira, 23 de setembro; elas ficam disponíveis até o dia 27 de outubro no site maratonaunicefsamsung.org.br.

Para participar, é necessário preencher um cadastro com os dados dos integrantes do grupo. Cada equipe deve ser formada, obrigatoriamente, por cinco pessoas: um professor de escola pública, um estudante do Ensino Médio em escola pública, e mais três estudantes (cursando Ensino Médio, técnico ou graduação) podendo ser de escolas públicas, escolas técnicas, universidades públicas ou privadas, ou de institutos federais.

Além disso, é preciso enviar um vídeo de um minuto explicando a ideia do aplicativo. Depois do encerramento das inscrições, membros da Unicef e Samsung analisarão as propostas. Serão selecionadas 20 equipes; o anúncio das escolhidas será feito no dia 1º de novembro.

O desenvolvimento do app começa ainda este ano, mas a finalização e a testagem do protótipo serão realizadas em 2020. Os grupos receberão mentorias de profissionais para a criação dos dispositivos.

A 2ª edição da Maratona Unicef Samsung será encerrada em abril do ano que vem. Como reconhecimento, cada participante receberá um certificado e uma bolsa-auxílio de R$ 1 mil.

"Não é possível pensar em aplicar tecnologias nas escolas sem a participação de estudantes e professores", disse Ítalo Dutra, chefe de educação do Unicef no Brasil. "Em 2018, tivemos a participação de alunos do Ensino Fundamental e neste ano focamos nos alunos do Ensino Médio."

A primeira edição da Maratona Unicef Samsung, realizada ano passado, reuniu 31 equipes de nove estados, que desenvolveram aplicativos para os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano).

Uma das iniciativas foi o Edit World, criado por um grupo do Piauí. O aplicativo pode ser usado em aulas de geografia ou biologia, pois fala sobre o desmatamento de florestas e o tráfico de animais. No dispositivo, o usuário aprende sobre plantas, biomas e diferentes espécies da fauna.


Fonte: https://revistagalileu.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/09/projeto-para-estimular-estudantes-desenvolverem-apps-abre-inscricoes.html


Comentários da notícia