Sem surpresas, Felipão anuncia a seleção para Copa

08/05/2014 - O grupo já estava praticamente definido há algum tempo, com a base que foi campeã da Copa das Confederações no ano passado Rio - Sem surpresas, o técnico Luiz Felipe Scolari revelou nesta quarta-feira os 23 jogadores escolhidos para defender a seleção brasileira na Copa do Mundo. O grupo já estava praticamente definido há algum tempo, com a base que foi campeã da Copa das Confederações no ano passado, mas ainda faltava confirmar alguns nomes, como Victor, Maicon, Hernanes e Henrique, que entraram na lista anunciada numa casa de shows no Rio. Desde que assumiu o comando da seleção no final de 2012, em substituição ao demitido Mano Menezes, Felipão testou diversos jogadores, até mesmo craques veteranos como Kaká e Ronaldinho Gaúcho, que não conseguiram se firmar no grupo. Mas, depois da vitoriosa campanha na Copa das Confederações, o treinador definiu a base da sua equipe, com a qual o Brasil vai encarar a missão de disputar a Copa do Mundo em casa. Assim, jogadores como Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz, Marcelo, Luiz Gustavo, Paulinho, Oscar, Neymar, Hulk e Fred já sabiam que seriam convocados nesta quarta-feira - esses 11 jogadores, inclusive, devem formar o time titular do Brasil para a estreia na Copa, diante da Croácia, no dia 12 de junho, em São Paulo. Outros nomes também estavam certos na lista, como Jefferson, Dante, Ramires e Bernard. Restava, portanto, um certo mistério em apenas quatro vagas do grupo de 23 convocados. Felipão, então, optou pelo goleiro Victor, pelo lateral-direito Maicon, pelo zagueiro Henrique e pelo volante Hernanes. Assim, jogadores como Diego Cavalieri, Rafinha, Dedé e Lucas Leiva, que ainda tinham esperança de serem chamados, vão ficar apenas na torcida durante a Copa. Mesmo tendo sofrido uma contusão no joelho direito no último domingo, durante jogo do Atlético-MG, o atacante Jô precisará de apenas 15 dias de recuperação e foi chamado para ser o reserva imediato de Fred. Grande astro da seleção, Neymar também está em tratamento, após ter sofrido lesão no pé esquerdo há três semanas, mas não será problema na Copa. Como a seleção vem jogando bem e conquistou a confiança da torcida, principalmente depois do título da Copa das Confederações no ano passado, Felipão não enfrentou grandes polêmicas para fechar a lista do Mundial. Situação bem diferente, por exemplo, do que aconteceu com ele próprio em 2002, quando ignorou a pressão popular e não convocou Romário. Dessa vez, o grupo já estava consolidado e não houve espaço para questionamentos. Agora, os 23 escolhidos por Felipão se reúnem a partir de 26 de maio, quando começa a preparação da seleção na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Antes do Mundial, o Brasil ainda fará dois amistosos: enfrenta o Panamá, em 3 de junho, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, e a Sérvia, três dias depois, no Morumbi, em São Paulo. Na Copa do Mundo, a caminhada em busca pelo hexacampeonato começa em 12 de junho, quando o Brasil faz a abertura da competição diante da Croácia, no Itaquerão, em São Paulo. Depois, será a vez de enfrentar o México, em 17 de junho, no Castelão, em Fortaleza. E, para encerrar a primeira fase, a seleção jogará contra Camarões, em 23 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. Mas, como disse o próprio Felipão, a Copa do Mundo começou efetivamente nesta quarta-feira para a seleção brasileira, com a divulgação dos 23 jogadores escolhidos para o desafio de buscar o hexacampeonato mundial. Confira a lista de convocados para a Copa do Mundo: Goleiros - Julio Cesar (Toronto FC), Jefferson (Botafogo) e Victor (Atlético-MG) Laterais - Daniel Alves (Barcelona), Marcelo (Real Madrid), Maxwell (Paris Saint-Germain) e Maicon (Roma) Zagueiros - Thiago Silva (Paris Saint-Germain), David Luiz (Chelsea), Dante (Bayern de Munique) e Henrique (Napoli) Volantes - Luiz Gustavo (Wolfsburg), Paulinho (Tottenham), Fernandinho (Manchester City) e Hernanes (Inter de Milão) Meias - Oscar (Chelsea), Willian (Chelsea), Ramires (Chelsea) e Bernard (Shakhtar Donetsk) Atacantes - Neymar (Barcelona), Fred (Fluminense), Hulk (Zenit) e Jô (Atlético-MG) Sílvio Barsetti e Marcio Dolzan, do Estadão
Fonte: EXAME.com


Comentários da notícia