Enem 2014: Para entender a matemática, aprenda o matematiquês

08/05/2014 - Para perder o medo da matemática e se preparar para as avaliações do ano, como o Enem 2014, professora diz que a dica é aprender o “matematiquês” Para compreender a matemática é preciso perder o medo da disciplina e começar a entendê-la como parte do cotidiano No dia 6 de maio de 1895 nascia o famoso matemático Malba Tahan, autor do livro O Homem que Calculava. O brasileiro foi tão importante para a disciplina que a data do seu nascimento foi considerada o Dia Nacional da Matemática. Pensando nisso, a Universia Brasil conversou com a professora Thais Oliveira, do Cursinho da Poli, em São Paulo, para entender os desafios de aprender a disciplina e como se dar bem no Enem 2014. Mas afinal, por que a matemática é tão temida pelos estudantes? Para a professora, são muitos os fatores. Um dos principais é o fato de que a matemática tem a sua própria linguagem. Para entender a disciplina é preciso falar o que Thais Oliveira chama de “matematiquês”. “É preciso entender um exercício em português e fazer a transposição do texto para o matematiquês. Por mais que a matemática seja ferramenta de muitas outras disciplinas, ela acaba virando um problema porque nem todos os alunos sabem falar essa língua”, comentou. Para compreender a matemática é preciso perder o medo da disciplina e começar a entendê-la como parte do cotidiano. Aliás, isso é o que o Enem faz: o exame apresenta exercícios que aproximam os problemas matemáticos do dia a dia dos estudantes. “Uma vez que os alunos têm dificuldades com a matéria é importante promover situações nas quais as pessoas enxerguem que a matemática é importante na vida cotidiana e na evolução da sociedade”, disse a professora. Aprender matemática brincando Uma boa dica de fazer essa aproximação é por meio dos jogos e aplicativos que ajudam a aprender matemática. Uma das ferramentas úteis para a professora é a plataforma Geogebra, um programa que constrói gráficos, imagens e tabelas e ajuda o estudante a perceber uma matemática abstrata como algo mais concreto. “Fora as ferramentas online, também é interessante trabalhar, por exemplo, com jogos de azar (tabuleiros, roletas, cartas) para ensinar a probabilidade e utilizar materiais como o papel e a cartolina para construir cubos e outras formas geométricas, permitindo que o estudante tenha o objeto na mão e possa enxergar os cálculos com isso”, concluiu. Se você é fã de jogos de videogame de futebol, melhor ainda! Saiba que as tabelas dos campeonatos são nada mais, nada menos do que matrizes. A professora Thais ainda completa: “o aluno não sabe, mas lida com a matemática o tempo todo nesse tipo de jogo.” Melhor que memorizar é entender Não dá para dizer que você não precisa saber as fórmulas matemáticas para o Enem. Porém, para a professora, mais importante que memorizar é entender a lógica que está por trás das fórmulas e teoremas. “Eu sempre brinco que ter algo de cór é ter algo de coração, e não apenas na mente. É preciso compreender o procedimento lógico do qual surgiu a fórmula e, a partir disso, o estudante poderá resolver qualquer problema”, disse. Lembre-se de que a matemática não é muito diferente das outras disciplinas. O pensamento de que a disciplina é muito difícil vai ser apenas um empecilho no seu caminho para uma boa nota no Enem 2014. Por isso, deixe o medo de lado e faça das fórmulas suas aliadas na hora de estudar para o exame. Enem 2014 As provas do Enem 2014 estão previstas para acontecer nos dias 8 e 9 de novembro. As notas do exame podem ser utilizadas para ingressar na Universidade de Coimbra e na Universidade da Beira Interior, ambas localizadas em Portugal. Além disso, a nota do Enem é utilizada para ingressar em instituições de ensino superior por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e conseguir bolsas do ProUni (Programa Universidade para Todos). Autor: Beatriz Garcea
Fonte: Universia Brasil


Comentários da notícia