Conheça o projeto da professora com olhar humanitário

Há quatro anos, os alunos do curso de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi vão semanalmente a duas creches públicas para realizar atendimento médico. Localizadas na Mooca, zona leste de São Paulo (SP), as escolas têm juntas 500 crianças de 0 a 6 anos, sendo muitas delas carentes do ponto de vista econômico, cultural e social. Muitas sequer fazem acompanhamento médico. Não faziam, na verdade.

Graças à iniciativa da professora Cássia Amaral, as crianças desassistidas passaram a receber os cuidados da pediatra e de sua equipe de universitários. Divididos em grupos, que vão se revezando, eles visitam as creches para observar e examinar as crianças que requerem mais atenção, conforme indicação dos professores e coordenadores pedagógicos.

Aqueles que precisam realizar exames e receber acompanhamento mais de perto são encaminhados para o ambulatório da universidade, onde são recebidos para realizar eventuais tratamentos.

De acordo com a professora, o trabalho conjunto com a creche tem sido muito benéfico para todos, pois antes os alunos ficavam muito restritos à teoria. Cássia Amaral queria que eles tivessem contato com as crianças e que conhecessem uma realidade socioeconômica diferente da vivida por grande parte deles. Os alunos aprovaram a experiência e fazem questão de participar. Muitos até gostariam que a frequência das visitas fosse maior, visto que, devido ao rodízio, eles não vão às creches toda a semana.

Os estudantes também passam por uma transformação, afirma a pediatra. De início, eles acham que a experiência será apenas uma oportunidade de ter contato com as crianças. Enxergam quase como uma brincadeira. Porém, logo se sensibilizam com a realidade das creches e começam a perceber a importância do trabalho que realizam. “Eles sentem o peso da responsabilidade, pois as famílias ficam muito gratas.”


Fonte: https://revistaensinosuperior.com.br/professora-medicina/


Comentários da notícia