Posso usar a garagem ou o meu quarto para abrir um negócio bilionário?

Quando eu estudo a história de algumas das maiores empresas do mundo eu percebo que a primeira coisa que preciso é da autorização da minha mãe para usar a garagem da casa ou o meu quarto para abrir um negócio bilionário.

Queria usar o meu quarto, pois lá já tem tudo o que preciso e então não irá ser necessário tirar todas as minhas coisas de lá. Só que do jeito que a minha mãe é, ela não vai deixar eu ficar no quarto. Bom, vou fazer o que né? Vou ter que tirar todos os meus cadernos com minhas anotações e pesquisas que já fiz de mercado, meus equipamentos de testes, meu notebook, meus trocos guardados na minha carteira, minhas calculadoras, minhas ferramentas e outras coisas para a garagem de casa.

Sabe por que? Porque quando eu observo a história de algumas empresas eu fico impactado. A maioria das grandes invenções dos últimos tempos nasceram numa garagem!

Da garagem de Walt Disney e Roy Disney, em 1932, saiu a empresa de maior referência em desenhos animados do ocidente e o maior estúdio de animação do mundo, simplesmente a Disney.

Em 1975, Bill Gates e Paul Allen também não foram autorizados por suas mães e tiveram que mudar para a garagem levando todos os seus conhecimentos de programação e seus projetos. Daquela garagem saiu a Microsoft, empresa que criou o sistema operacional Windows, além de outros programas que marcaram a história da tecnologia.

Em 1976, após vender uma Kombi e uma calculadora científica para poder juntar um dinheiro, e com o objetivo de montar os primeiros computadores pessoais do mundo, da garagem de casa, onde via seu pai desmontar aparelhos eletrônicos, o que serviu de uma ótima influência para ele. Nasceu uma das empresas de tecnologia mais bem-sucedidas do planeta. Estou falando da Apple e de Steve Jobs e Stephen Wozniak.

Em 1994, um analista financeiro chamado Jeffrey Bezzos decidiu largar o emprego que tinha na Wall Street. Ele não precisou pedir autorização da mãe como nós, pois já tinha 30 anos e morava na sua própria casa. Mas foi para a garagem e decidiu investir na tal internet, que surgia na época, e criou a Amazon, uma das primeiras empresas de venda de produtos na internet.

No ano de 1998, Larry Page e Sergey Brin verificaram que os motores de busca na internet daquela época funcionavam de forma pouco prática e decidiram pedir a autorização de suas mães para trabalhar no quarto e, claro, ela não deixou. Para contornar o problema, se isolaram um pouco do mundo e usaram uma garagem. Ali criaram um site de buscas que se tornaria o buscador mais agradável da internet. Simplesmente o Google!

Em 2004, na universidade de Harvard, dentro do seu quarto mesmo, Mark Zuckerberg e seus colegas criaram o que é hoje a maior rede social do mundo e não preciso nem perguntar quem sabe qual. Simplesmente o Facebook.

A história também se repete em 2005, na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, com Steve Chen, Chad Hurley e Jawed Karim que criaram o Youtube. Hoje, a plataforma tem 1, 32 bilhões de utilizadores e é visitado todos os meses 900 milhões de vezes e são vistas 3 ,25 bilhões de horas de vídeos.

Ó garagem, doce garagem! Como dessa parte da casa saiu tantas coisas grandiosas que impactaram o mundo.

Se você tem um sonho e está disposto a ser não somente um sonhador, tire as coisas do papel e peite as dificuldades, não deixando se desanimar por elas. Peça o quarto ou garagem para sua mãe, se isole um pouco das futilidades desse mundo, e só saia de lá quando houver uma ideia materializada, nem que seja um protótipo. Saiba que você pode impactar o mundo. Aquela dificuldade que você identificou que a sociedade possui pode ser facilitada pelo seu projeto inovador.

Essa pessoa que está do seu lado pode ser o próximo Steve Jobs que o mundo vai conhecer ou o próximo Bill Gates, Mark Zuckerberg, do próximo Jeffrey Bezzos... ao seu lado pode estar o próximo vencedor, o próximo grande empreendedor!


Fonte: https://itforum365.com.br/posso-usar-a-garagem-ou-o-meu-quarto-para-abrir-um-negocio-bilionario/


Comentários da notícia