5 Erros Fatais para Evitar ao Criar Cursos Online

Com o crescimento do eLearning, o mundo está (felizmente) experimentando cursos online cada vez melhores. Com tecnologias novas e aprimoradas substituindo as antigas, o eLearning vai superar nossas imaginações mais loucas no futuro. No entanto, vamos falar sobre o presente primeiro. Os designers instrucionais precisam criar experiências de eLearning incríveis e sem falhas. Mas fazer isso não requer apenas saber o que fazer, também requer saber o que não fazer. Neste artigo, discutiremos 5 erros fatais que você deve evitar ao criar cursos online:

1. Aprendizagem Forçada

O aprendizado forçado é para alunos que exigem orientação passo a passo. É uma boa estratégia quando seu público-alvo é formado por iniciantes, que precisam ser guiados para não perder nenhum frame de conteúdo. Mas, se seus alunos foram de níveis avançados, isso pode causar desinteresse e até mesmo frustração. Força-los a se sentarem e consumir o básico é um erro fatal, pois causa tédio, e como eu sempre disse, o tédio é a morte do aprendizado.

2. Muito texto

SE você esta desenhando um treinamento corporativo, texto depois de texto e mais texto pode não ser o formato adequado. Você alcançará melhores resultados se valendo dos recursos multimeios com maior apelo visual e mais interatividade. Passar para pdf um conteúdo usando no seu treinamento tradicional e usar no e-learning é um erro fatal.

3. Muito áudio

A faculdade auditiva esta presente na maioria dos processos de ensino e aprendizagem, uma vez que as pessoas aprendem a se comunicar ouvindo as outras pessoas falarem. No entanto, quando se trata de eLearning, usar muito o áudio é um erro que é facilmente cometido. A pior parte é quando designers usam tanto texto na tela quanto áudio na mesma tela, forçando os usuários a ler e ouvir as mesmas palavras no curso. É provável que a maioria dos usuários tenha uma velocidade de leitura mais rápida ou mais lenta do que a velocidade de narração. Sempre dê aos seus alunos a opção de desativar a narração, saber qual parte do conteúdo deve ser narrada e qual parte deve ser apenas texto na tela.

4. Muitos detalhes complementares

Embora seja discutível se pode haver algo como “detalhes demais” em um curso, alimentar cada detalhe para o aluno é uma má ideia. Por exemplo, se o seu curso narra e mostra tudo sem oferecer ao aluno uma chance de realmente usar seus cérebros, quanta retenção você acha que realmente acontecerá? Dê aos seus alunos a oportunidade de usar seus cérebros, se interessar, ficar confuso, prestar atenção e se envolver com o seu conteúdo.

5. Muitos efeitos Visuais

O eLearning tem tudo a ver com um bom equilíbrio entre todos os elementos que o tornam incrível. Embora os visuais certamente desempenhem um papel enorme no engajamento dos alunos, sempre pode exageros. Muitos recursos visuais ou gráficos podem facilmente confundir os alunos. Alunos menos avançados podem se sentir estúpidos se não forem capazes de entender o que devem fazer em meio a uma fanfarra de gráficos, o que anula o propósito de um curso de eLearning. Como uma regra simples para saber quando você está exagerando, considere sempre se seu curso pode passar sem isso. Se puder, você provavelmente não precisa disso.

Por fim, certifique-se sempre de que cada curso que você cria sempre agregue valor à pessoa que o recebe, e não seja apenas uma quimera de texto, imagens, vídeos e interatividades que não agrega conhecimento ao cérebro do aluno.


Fonte: https://www.desenhoinstrucional.com/post/5-erros-fatais-para-evitar-ao-criar-cursos-online


Comentários da notícia