Empreendedorismo deve estar no DNA dos dentistas

A profissão de dentista tem mudado muito nos últimos anos. Esse profissional que antes era visto apenas como prestador de um serviço de saúde, hoje está muito ligado à estética. Dentes saudáveis deixaram de ser só uma questão de saúde, para se tornar um fator importante na beleza das pessoas.

Mas não é somente a visão das pessoas sobre os dentistas que mudou, mas também a visão do dentista sobre o mercado. Antigamente bastava o profissional se formar, montar um consultório e começar a atender. Com o aumento da concorrência, já que, segundo dados do Conselho Federal de Odontologia atualmente são mais de 318 mil profissionais no Brasil, os dentistas precisaram se transformar em empreendedores, pensar o consultório como um negócio.

Em um mercado com tanta concorrência fica difícil se destacar e crescer, é nesse momento que o perfil empreendedor do dentista é determinante. Segundo Leandro Gianichini, que é dentista e sócio da Rede de clínica odontológica Dental Center, é preciso se especializar e acompanhar de perto os números da clínica, pensar como um administrador: ” A faculdade nos prepara para sermos dentistas, e não administradores, empreendedores. Por isso, optei por fazer um MBA em gestão empresarial. Foi onde aprendi ferramentas para gerenciar meu negócio e acompanhar os números”.

Investimento em marketing, diferenciais tecnológicos, equipe especializada, são pontos importantes para o crescimento do consultório odontológico. Dr. Leandro, que tem como sócia sua irmã Giselle Gianichini, que também é dentista, afirma que os dois sempre investiram muito em tecnologia e treinamento técnico, buscando se destacar.

“Fomos pioneiros no Rio Grande do Sul em utilizar a tecnologia 3D para a impressão de dentes. Também fomos a primeira clínica a ganhar a certificação máxima no Sul do Brasil em tratamentos com alinhadores invisíveis Invisalign. Isso trouxe notoriedade para o nosso negócio, conseguimos expandir e hoje já temos clínicas em Porto Alegre, Florianópolis e Rio de Janeiro.” A Clínica Dental Center, que já tem 13 anos de mercado, cresceu quase 30% nos últimos três anos.

Se de um lado tem a competição e a crise econômica, do outro está a maior procura pelos serviços de saúde e estética e uma maior valorização da odontologia. Segundo dados do CFO, o mercado movimenta R$ 38 bilhões por ano. Por isso, é importante o perfil empreendedor do dentista, para entender as oportunidades e buscar um bom posicionamento. “Nós estamos em cidades com uma grande oferta de serviços odontológicos, mas mesmo assim nos mantemos em crescimento. Por isso, acredito que é muito importante entendermos o que nosso paciente busca, o que espera, e trabalharmos para atendê-lo bem. Investimos bastante em marketing para captar pacientes, mas para nós a indicação de um paciente feliz com seu tratamento é o principal marketing que podemos fazer, afirma Dr. Leandro Gianichini.


Fonte: https://veja.abril.com.br/economia/dino/empreendedorismo-deve-estar-no-dna-dos-dentistas/


Comentários da notícia