4 recomendações para acompanhar a 4ª Revolução Industrial

O conceito Quarta Revolução Industrial é entendido como um conjunto de elementos impulsionadores que fundem os mundos físico e digital, como avanços em inteligência artificial (AI), robótica, internet das coisas (IoT), veículos autônomos e impressão 3D.

Ao contrário da Indústria 4.0, que se aplica mais estritamente à produção industrial, o termo "Quarta Revolução Industrial" também abrange o impacto das mudanças tecnológicas na sociedade civil, nas estruturas do governo e na identidade humana. Nesse contexto, a robótica móvel colaborativa está emergindo como uma tendência que mudará os ambientes de trabalho de todos os setores.

Omar Alejandro Aquino Bolaños, diretor de Vendas para a América Latina da MiR, Mobile Industrial Robots (MiR), multinacional que desenvolve e comercializa robôs móveis, explica qual a relação dos princípios de design e a Quarta Revolução Industrial, com os princípios de design do Industry 4.0 para ajudar as empresas a identificar e implementar cenários para esse tipo de indústria no campo de robôs colaborativos.

Esses princípios podem ser encontrados na tecnologia de robótica móvel e podem ser definidos em cinco pontos:

Interoperabilidade

Capacidade de máquinas, dispositivos, sensores e pessoas se conectarem e se comunicarem através da Internet das Coisas (IoT) ou da Internet das Pessoas (IoP).

Transparência da informação

A capacidade dos sistemas de informação de criar uma cópia virtual do mundo físico através do enriquecimento de modelos de plantas digitais com dados de sensores. Isso requer a integração de dados brutos do sensor em informações de contexto de maior valor

Fácil utilização e integração

O objetivo principal é facilitar a capacidade dos sistemas de oferecer uma interface simples, que permita a integração e visualização de informações de forma compreensível para tomar decisões solicitadas e reduzir o tempo de implementação.

Decisões descentralizadas

Capacidade dos sistemas cibernéticos de tomar decisões por conta própria e desempenhar suas tarefas da forma mais autônoma possível. Somente no caso de exceções, interferências ou objetivos conflitantes, as tarefas são delegadas a um nível superior.

Inovação: um grande desafio para as empresas

Entender a melhor maneira de usar robôs móveis é o primeiro passo em que a indústria de qualquer setor pode adotar com sucesso esse tipo de tecnologia.

Algumas dicas podem ser levadas em consideração para implementá-las com sucesso. Confira.

1. Compreender a situação da empresa

Saiba qual é o fluxo de materiais que são mantidos dentro de uma fábrica e o nível de automação que a situação atual permite. Isso ajudará a entender as oportunidades que cada empresa tem de simplificar, definir ou reestruturar. É importante tentar encontrar soluções básicas ou piloto com as quais você possa iniciar e ter uma curva de aprendizado sobre a própria tecnologia;

2. Faça o cenário ideal

Com base nas limitações que cada empresa tem, deve-se questionar se a implementação do cenário ideal é a melhor decisão considerando fatores como tempo e complexidade. Uma ótima sugestão é para projetos altamente complexos ou realizar a integração faseada, isso vai permitir-lhes começar com facilidade e ver um retorno sobre seu investimento mais rápido, além de gerir os seus orçamentos de forma mais eficiente.

É melhor ter um projeto fácil de implementar e que forneça benefícios imediatos, ao invés de ter um leve de seis a oito meses para ser implementado e operado para começar a ver um benefício. Isso permitirá que as empresas aprendam sistematicamente e reduzam os tempos de implementação de fases subsequentes ou novos projetos.

3. Gere a cultura entre os colaboradores

É importante envolver os funcionários que farão a interação com o robô para que eles entendam como ele funciona e se adaptarem. Isso ajudará a curva de adoção ser rápida, entendendo que a melhor maneira de ocupá-la abrirá o caminho para escalar o uso da tecnologia;

4. Escale o projeto

Quando você tem o básico e entendeu a melhor maneira de usar a tecnologia, você pode desenhar o plano para dimensionar e implementar frotas de vários robôs, o que maximizará todos os benefícios. Os robôs colaborativos móveis têm a vantagem de ter um custo de escalonamento menor em comparação com outros sistemas.



Fonte: https://cio.com.br/4-recomendacoes-para-acompanhar-a-4a-revolucao-industrial/


Comentários da notícia