Em NY, brasileiros abrem negócio de e-learning que devolve autoestima a moradoras de rua

Tiago Noel Souza tem 31 anos. Nascido na favela de Perus, em São Paulo, formou-se farmacêutico e fundou o Consulta do Bem, plano de saúde popular. Há três anos, foi para Nova York expandir os negócios. Mal acabara de chegar, engajou-se como voluntário na cozinha de um abrigo da cidade.

Lá, ele conheceu o também paulista Felipe Marinho, atuais 41 anos. Impressionados com o potencial dos sem-teto, decidiram estimular tais habilidades. No fundo, queriam devolver àquela gente a autoestima destruída pela vida ao relento. Só assim, apostavam Tiago e Felipe, teriam força para sair daquela situação.

Se a vida nas ruas é difícil para todo mundo, para as mulheres é pior. Por isso, Tiago e Felipe focaram no sexo feminino. Assim nascia, em 2017, o Soulphia, plataforma de aulas de inglês ministradas por moradoras de rua. O projeto conta hoje com 25 professoras, também chamadas de tutoras. Delas, cinco já têm casa para onde voltar depois do trabalho.

Entre elas está uma jovem, ex-tutora da Soulphia, que recentemente assumiu a gerência de um departamento da Macy’s. E outra que concorreu e ganhou uma bolsa universitária. O sucesso é tanto que a equipe do Soulphia está treinando moradores de rua de Jersey City, a convite da prefeitura da cidade.


Fonte: https://epocanegocios.globo.com/Carreira/noticia/2019/04/em-ny-brasileiros-abrem-negocio-de-educacao-que-devolve-autoestima-moradoras-de-rua.html


Comentários da notícia