Governo de Minas oferece capacitação para servidores municipais em gestão pública

18/01/2014 - Prefeituras mineiras têm até o dia 31 de janeiro para inscrever servidores municipais na segunda edição do Programa Mineiro de Empreendedorismo e Gestão para Resultados Municipais. No ano passado, cerca de 2 mil servidores de 420 prefeituras foram capacitados em temas como gestão financeira, recursos humanos, elaboração de projetos e empreendedorismo. Também foram realizados diagnósticos da realidade municipal das cidades participantes, com a identificação de oportunidades de melhoria. E 60 prefeituras receberam consultoria presencial para implantar boas práticas de gestão. O Programa Mineiro de Empreendedorismo e Gestão para Resultados Municipais faz parte do Descomplicar – Minas Inova e compartilha com as prefeituras mineiras a experiência e as boas práticas de gestão implantadas pelo Governo de Minas a partir de 2003, com o Choque de Gestão. A capacitação é feita por meio do Ensino à Distância (EaD), em parceria com o Canal Minas Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Em entrevista ao jornal O Norte de Minas, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, fala sobre os benefícios do programa para as prefeituras e para os cidadãos e explica como os prefeitos de Minas podem aderir e indicar os servidores. O Norte - Por que a Seplag decidiu lançar uma segunda edição do Programa? Renata Vilhena: O resultado da primeira edição, no ano passado, foi surpreendente. Capacitamos aproximadamente 2 mil servidores municipais de 420 prefeituras, o equivalente a quase 50% das cidades mineiras. E várias prefeituras, inclusive aquelas que aderiram ao programa em 2013, demonstraram interesse em ter uma nova oportunidade ou ampliar o número de servidores capacitados. Eu sempre digo que temos excelentes especialistas em gestão no Governo de Minas e estamos sempre dispostos a multiplicar esses conhecimentos. Além do Programa, recebemos com grande frequência comitivas vindas de prefeituras, de governos de outros Estados e até internacionais. Todas elas querem conhecer nossa experiência em gestão. Somente no ano passado foram cerca de 40 missões. Recebemos representantes dos governos da República da Indonésia e de Moçambique, dos estados de Tocantins, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso e da Universidade de Princeton, só para citar alguns exemplos. Em todas as visitas promovemos uma troca de conhecimentos enriquecedora. Para nós, a transferência do conhecimento adquirido ao longo desses mais de 10 anos de administração pública é quase uma obrigação para com a sociedade mineira. Não basta a aplicação dos mecanismos de gestão pelo Executivo estadual. Os cidadãos vivem nos municípios e o desenvolvimento local é fundamental para o fortalecimento de Minas Gerais. Temos convicção de que uma boa gestão é o caminho para melhorar a vida do cidadão mineiro. O Norte - O objetivo da capacitação então é transferir os conhecimentos para os gestores municipais? Qual o benefício para o cidadão? Renata Vilhena: Sim. O objetivo do Governo de Minas com o Programa é disseminar para as prefeituras a cultura de uma gestão voltada para resultados, justamente para garantir mais e melhores entregas de serviços públicos para o cidadão. O Norte- Qualquer prefeitura mineira pode se inscrever na segunda edição do Programa? Mesmo aquelas que tiveram servidores capacitados em 2013? Renata Vilhena: Sim. Qualquer prefeitura mineira pode aderir à segunda edição e inscrever seus servidores. Mesmo aquelas que participaram no ano passado. O Norte – No ano passado, a Seplag lançou também um Manual de Excelência em Gestão Pública Municipal. Qual a utilidade desse documento para os gestores municipais? Renata Vilhena: O Manual pode ser muito útil para os gestores comprometidos com a oferta de bons serviços para o cidadão. O conteúdo, disponível no site www.conversandosobregestao.mg.gov.br, dá suporte à implantação de boas práticas de gestão com foco no atendimento às demandas da população. O manual pode ser consultado gratuitamente por servidores de qualquer prefeitura, com sede em Minas ou não. Elaborado por técnicos especialistas de diversas áreas do Governo de Minas, como gestão e planejamento, desenvolvimento econômico, relações internacionais e saúde, em parceria com o Instituto Qualidade Minas (IQM), o Manual lista 11 práticas de gestão que poderão ser implantadas pelas prefeituras, entre elas Gestão Pública para Resultados, Plano Plurianual (PPA) Municipal, Captação de Recursos Nacionais e Internacionais, Compras Governamentais e Plano de Carreiras. Para cada uma das práticas o Manual detalha o passo a passo a ser seguido para a implantação. Desde a descrição do projeto, passando pela identificação do objetivo, definição do público-alvo, resultados esperados e o planejamento de recursos humanos. Esse último item, por exemplo, é fundamental. De nada adianta desenvolver bons projetos se não houver um planejamento e uma gestão de pessoas eficiente. Os servidores são responsáveis pelo desenvolvimento dos trabalhos. Por isso é preciso capacitá-los e motivá-los. O Manual é mais uma ferramenta de suporte para as prefeituras desenvolvida pelo Programa. O Norte - Como as prefeituras interessadas em participar da segunda edição do Programa devem proceder para garantir vagas para os servidores municipais? Renata Vilhena: As inscrições para participar do programa de capacitação em gestão pública para servidores das administrações municipais começaram no dia 9 de dezembro e vão até 31 de janeiro. Os gestores municipais podem se inscrever por meio do site www.conversandosobregestao.mg.gov.br, onde também estão disponíveis todas as instruções necessárias. O prefeito interessado deve preencher adequadamente o Termo de Adesão e enviá-lo assinado para a Seplag, indicando também os servidores que participarão da capacitação em 2014.
Fonte: O Norte de Minas - Montes Claros/MG


Comentários da notícia