Startup Weekend Education e LearnFest em São Paulo

18/01/2014 - Além da programação tradicional da Campus Party 2014, que está rica em conteúdos que conversam com inovação em educação, três eventos paralelos têm empreendedores como público alvo, visando disseminar novas ideias no universo de ensino e aprendizagem. Entre os dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, no Parque Anhembi, em São Paulo, acontece a primeira edição da LearnFest Conference & Festival no Brasil que tem como foco viabilizar formas inovadoras de aprendizado por meio da tecnologia e do empreendedorismo. A conferência é seguida de muita mão na massa, com a parceria da SW (Startup Weekend), que realiza o primeiro SWEducation no país, desafiando os participantes a criar, em dois dias, um produto de impacto em educação. Além disso, ainda acontecerá um hackathon para criação de uma plataforma de auxílio a professores. No primeiro dia da conferência, três fóruns ganham destaque: Mobilização pela Educação, Inovação e o Sistema Escolar e uma mesa redonda com os CEOs de empresas ligadas a educação e inovação. Entre os palestrantes estão Andres Moreno, fundador da OpenEnglish, Claudio Sassaki, cofundador da Geekie, e Carlos Souza, cofundador do Veduca. “Estamos em um momento onde precisamos solidificar um movimento para realmente preparar as pessoas para o futuro, para que todos, dos Estados Unidos ao Brasil, tenham a oportunidade de realizar e desenvolver seu potencial, e, claro, para que todos voltem a gostar de aprender”, explica Russell Goldman, organizador da conferência. Na sequência, o StartupWeekendEducation São Paulo vai reunir cerca de 400 pessoas, entre estudantes, profissionais, especialistas e empreendedores, que terão dois dias para desenvolver suas ideias de como solucionar problemas na educação por meio de inovações tecnológicas. Os grupos serão formados por áreas de afinidades e ao final vão apresentar seus projetos para uma banca de jurados composta por Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann, Anderson Thees, cofundador da Redpoint e.ventures, e Rafael Parente, ex-subsecretário de novas tecnologias educacionais da cidade do Rio de Janeiro. “A ideia é que o fórum além de criar um contexto, um background, para esses empreendedores, os aproxime dos palestrantes, para criar uma rede real que os ajudem na elaboração de produtos voltados para educação. Alguns dos palestrantes, inclusive, vão voltar nos dois dias seguintes a conferência serem mentores no processo de criação desses produtos durante a SW”, explica Goldman. Hackton e “checatão” Para completar, o OrbitaLab, empresa voltada para inovação em mídia, vai realizar, dentro do StartupMediaBrasil, duas atividades voltadas para educação: um hackathon e um “checatão” (nome que faz uma brincadeira com a palavra checagem e vem do inglês checathon). No hackaton, programadores participarão de uma maratona de criação de software, que acontecerá virtualmente durante o evento. Interessados trabalharão em rede, de onde estiverem, com o objetivo de desenvolver uma plataforma para ajudar professores da rede básica de ensino brasileira a se conectar e compartilhar conteúdos confiáveis para suas aulas. Já o “checatão” vai reunir estudantes de jornalismo para aprenderem sobre como lidar com bases de dados de educação e como limpá-las para serem usadas posteriormente em reportagens. A atividade vai ser realizada em parceria com a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo). SERVIÇO: LearnFest Quando: 30 de janeiro Onde: Parque Anhembi Inscrição: www.learnfest.org Preço: R$ 350 (incluindo participação na StartupWeekend) StartupWeekendEducation Quando: 31 de janeiro e 1º de fevereiro Onde: Parque Anhembi Inscrição: www.learnfest.org Preço: R$ 233 Hackaton Quando: projetos devem ser inscritos até 29 de janeiro Onde: on-line Inscrição: www.campus-labs.com/br/ Preço: gratuita Checatão Quando: 28 de janeiro Onde: Parque Anhembi Inscrição: www.campus-labs.com/br/ Preço: gratuita
Fonte: Povir.org


Comentários da notícia