7 ferramentas online para criar o seu próprio conteúdo

23/04/2014 - Quer dar aulas e fazer trabalhos acadêmicos com recursos inovadores criados por você? Separamos 7 ferramentas online para quem quer criar seu próprio conteúdo O SmartBuilder é um site que criar cursos por meio do Flash e melhorar a experiência com o e-learning O conceito do “Faça você Mesmo” (em inglês Do It Yourself) também pode ser encontrado na educação. Professores podem desenvolver e elaborar aulas totalmente suas, com recursos digitais, e alunos podem inovar em seus trabalhos com ferramentas online. A seguir, veja 7 sites úteis para educadores e estudantes que desejam criar o seu próprio conteúdo: 1 – LCDS Com o LCDS, professores e educadores podem criar os seus próprios cursos online. O serviço da Microsoft oferece as ferramentas necessárias para que os cursos sejam interativos e simples de serem feitos. 2 – SmartBuilder Também para professores, o SmartBuilder é um site que criar cursos por meio do Flash e melhorar a experiência com o e-learning. 3 – Dipity O Dipity é uma ferramenta muito útil para professores e estudantes. Por meio dele, é possível criar linhas do tempo sobre qualquer tema que você imaginar. É uma maneira inovadora de apresentar conteúdos e trabalhos acadêmicos. 4 – Izzui Se os professores querem aproveitar as redes sociais para melhorar a experiência de aprendizado, o Izzui pode ser a ferramenta que eles buscam. Por meio dela, educadores podem criar sites e cursos como se fosse um aplicativo no Facebook. 5 – Jakdaw O Jackdaw pode ser utilizado tanto por alunos quanto professores, já que ele facilita a criação de apresentações de conteúdos. 6 – MOS Está sem internet? Não se preocupe: o MOS é uma ferramenta de criação de conteúdo online para professores que também pode ser utilizada de maneira offline. 7 – Scratch Quer inovar na entrega do trabalho? Estudantes podem utilizar o Scratch para desenvolver apresentações e trabalhos com recursos multimídia, mas com ferramentas intuitivas e simples de serem utilizadas. Shutterstock
Fonte: Universia Brasil


Comentários da notícia