Entenda como a tecnologia ajuda no tratamento e diagnóstico de doenças

16/04/2014 - Bem Estar da terça-feira (15) mostrou novidades e avanços na medicina. Especialistas explicam novas maneiras de tratar a depressão, por exemplo. O Bem Estar de terça-feira (15) recebeu o ginecologista José Bento e o oncologista Paulo Hoff para explicar as novidades e avanços na medicina. Segundo os médicos, a tecnologia é um dos principais fatores que contribuem para a melhora do tratamento e do diagnóstico de doenças, como o câncer. Em São Paulo, por exemplo, o Hospital do Câncer vem testando uma nova tecnologia para operar pacientes com tumores na próstata. O cirurgião manipula um robô, que treme menos as mãos, e faz cortes menores em uma cirurgia muito menos invasiva e sem dor. Além disso, a recuperação do paciente é muito mais rápida. Outro problema que também teve uma melhora com o avanço da tecnologia foi a incontinência urinária, como mostrou o ginecologista José Bento. No caso das mulheres, por exemplo, há um novo tratamento oferecido em clínicas particulares, em que o médico insere um laser dentro da vagina para aumentar a quantidade de colágeno e fortalecer sua musculatura. Dessa maneira, a perda de xixi pode ser muito menor, segundo o médico. Há ainda uma novidade no tratamento da hérnia de disco, como a radiofrequência pulsada, em que o médico usa agulhas para estimular os nervos e impedir que as células nervosas enviem a informação de dor para o cérebro. Fora isso, até mesmo a depressão teve uma grande melhora em seu tratamento, como mostrou a reportagem com o psiquiatra Daniel Barros - a estimulação transcraniana estimula a parte do cérebro responsável pelos sentimentos bons, impedindo a ação da outra parte, responsável por sentimentos ruins.
Fonte: Do G1, em São Paulo


Comentários da notícia