Aprenda a encontrar um mentor para a sua carreira

16/01/2014 - Se você está perdido na sua vida profissional e sente que precisa da ajuda de outra pessoa para encontrar o seu caminho, veja como conseguir encontrar um mentor disposto a colaborar com o seu sucesso Ao invés de procurar um mentor, procure por pessoas que você admire e que, de alguma forma, poderão te ensinar algo sobre sua área de interesse Mais do que simplesmente ter um diploma em mãos, conseguir conquistar o sucesso profissional é algo que depende muito das suas atitudes e do modo como você conduz a sua carreira – coisa que pode se tornar extremamente difícil quando se tem dúvidas sobre aquilo que realmente se quer e nenhum aconselhamento útil. É nessas horas que um tutor é essencial, já que ele te mostrará opções que você talvez não esteja vendo e dará dicas sobre quais caminhos seguir. Se você gostaria de ter alguém assim ao seu lado, veja 4 dicas que o ajudarão a encontrar o melhor tutor para a sua carreira: 1 – Não procure exatamente por um mentor Ao invés de procurar um mentor, procure por pessoas que você admire e que, de alguma forma, poderão te ensinar algo sobre sua área de interesse. Dessa forma você facilitará o processo – mesmo porque se você propuser a alguma pessoa pra que ela seja oficialmente a sua mentora, muito provavelmente causará estranhamento e medo, afinal a ideia de estar responsável pela carreira de outra pessoa é bastante assustadora. 2 – Mude sua forma de aproximação Procurar por pessoas desconhecidas que você admira e falar imediatamente que você gostaria que elas fossem suas tutoras pode ser desagradável e soar, para elas, como perda de tempo. Ao invés disso, ofereça-se para ajudá-las de alguma forma. Se, por exemplo, você admira um administrador, ofereça-se para fazer algum tipo de trabalho na empresa dele, mesmo que seja algo pequeno. Dessa forma vocês irão se aproximar de uma forma mais natural. 3 – Tudo ao seu tempo Assim como uma amizade, a sua relação com um mentor deverá ser construída e consolidada aos poucos, sem pressa. A confiança demora certo tempo para surgir, e é importante que tudo flua de maneira natural. Tal como o seu tutor está para você, esteja também disponível para o que ele precisar, seja para conselhos, ajuda no trabalho ou até mesmo para uma conversa informal. Empenhe-se nessa amizade. 4 – Lembre-se que existem outras opções Cuidado para não virar um chato: o seu tutor, assim como você, também tem uma vida, outros amigos, uma família. Não o incomode a todo o momento, permita-se arriscar – muitas vezes uma experiência que foi negativa para ele poderá ser boa para você. Além do mais, caso você tenha alguma dúvida mais generalista ou queira aumentar seus conhecimentos sobre o que você está se dedicando, é sempre possível consultar livros, fóruns, fazer cursos de especialização, etc. 5 – Passe a sua experiência a diante Quando, enfim, você tiver conseguido alcançar seu objetivo, agradeça o seu mentor. Faça questão de mostrar que ele tem grande participação no seu sucesso e que você é grato a ele. Muito provavelmente, num futuro talvez nem tão distante, é possível que outra pessoa lhe peça ajuda e, neste caso, você se tornará o mentor dela. Faça questão de ensiná-la da melhor maneira e passe a sua experiência a diante.
Fonte: Universia Brasil


Comentários da notícia