Pronatec Brasil Maior convoca empresários do ABC a indicar demandas por cursos

29/03/2014 - Ação quer qualificar cerca de 30 mil trabalhadores da região; em sua segunda fase, iniciativa qualificará até mesmo profissionais ativos Santo André, 28 de março de 2014 – O CPETR (Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda) de Santo André reuniu nesta sexta-feira (28) representantes de entidades de classe e empresários da região para apresentar uma ação de impacto na qualificação profissional. O MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e MEC (Ministério da Educação), do governo federal, delegaram à Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC a função de mapear junto ao empresariado local, até o próximo dia 20, as demandas de cursos técnicos do setor produtivo, de todas áreas de atuação, comércio, serviços e indústria. O treinamento será oferecido por meio do Pronatec Brasil Maior (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). A meta é qualificar cerca de 30 mil trabalhadores da região, com cursos voltados à necessidade do mercado e da instituição que requisitar as aulas. “No início, o programa focava o trabalhador que estava fora do mercado de trabalho. Agora, nesta segunda fase, ele está direcionado também ao profissional ativo. Para o sucesso da medida, precisamos do apoio e mobilização das prefeituras, sindicato, entidades de classe e, principalmente, do departamento de recursos humanos das empresas locais para conseguir apresentar a demanda dentro do prazo”, explicou o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC, Giovanni Rocco Neto. A Prefeitura de Santo André, que mobilizou em conjunto com a agência regional o encontro, designou as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Trabalho e Economia Solidária e Inclusão Social para contribuir com a Agência nas ações no município. “O Pronatec é mais uma ferramenta de desenvolvimento para nossa cidade fazer a diferença. Em nossa gestão nos debruçamos, diuturnamente, para ampliar o leque de oportunidades para nossos moradores, jovens e adultos”, afirmou a vice-prefeita e secretária, Oswana Fameli. Os cursos, que vão de 180 a 400 horas, serão fornecidos pelo ‘sistema S’, parceiro do projeto, que envolve o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Sesi (Serviço Social da Indústria) e Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio). O secretário de Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Cícero Firmino da Silva, o Martinha, destacou a necessidade do engajamento. “As empresas precisam abraçar este programa, que agora oferece cursos a quem já está trabalhando. Precisamos de todos os setores organizados para que o empresário possa investir aqui, pois temos mão de obra qualificada”, destacou. Todos os presentes receberam as orientações de como enviar a demanda por cursos de cada empresa pela internet. A respeito de Santo André O município foi fundado oficialmente em 8 de abril de 1553. Com área de 174,38 km², está localizado no Grande ABC (Região Metropolitana de São Paulo), distante 18 km da Capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo econômico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas. Conforme último censo, divulgado em 2011, Santo André possui 678.486 habitantes. No mesmo ano, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 16,9 bilhões, sendo o 29º maior do País e o 10º maior entre as cidades do Estado de São Paulo. O orçamento de 2014 é de R$ 3,2 bilhões. Mais informações para a imprensa: Robson Gisoldi – rlgisoldi@santoandre.sp.gov.br
Fonte: Prefeitura de Santo André - Santo André/SP


Comentários da notícia