Convênio ABEAR/CNT resulta em 30 bolsas para pesquisa acadêmica sobre aviação

29/03/2014 - A Confederação Nacional do Transporte (CNT) aprovou na semana passada 57 programas de pós-graduação em áreas relativas à Indústria dos Transportes, que resultarão na oferta de 212 bolsas de Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado, através do ITL – Instituto de Logística e Transportes. A iniciativa é resultado de proposta apresentada pela ABEAR - Associação Brasileira das Empresas Aéreas à CNT ainda em 2012, na busca de meios para reforçar a estrutura de formação de profissionais na área e que possam levar a uma melhor qualificação dos futuros líderes do setor, tanto na área empresarial como acadêmica. Cinco desses programas são diretamente ligados à aviação civil, que contarão com 16 alunos de Mestrado, 9 de Doutorado e 5 de Pós-Doutorado. Os pesquisadores atuarão em Universidades públicas e privadas sem fins lucrativos, em uma das áreas indicadas abaixo: 1) Sistema e tecnologia de tomada de decisão colaborativa para os aeroportos brasileiros 2) Perspectivas da malha aeroportuária no Brasil 3) Modelo de alocação de recursos naturais para a redução da emissão de gases de efeito estufa pela aviação civil brasileira 4) Metodologias de planejamento e gestão da capacidade dos subsistemas da infraestrutura aeroportuária 5) Metodologias de gestão de serviços e ativos aeroportuários A verba total disponibilizada chega a mais de R$ 5 milhões, e segundo os pesquisadores convidados a participar do Conselho Técnico do ITL, que aprovou a concessão das bolsas a partir de Edital publicado em dezembro do ano passado, é a maior verba jamais disponibilizada para pesquisas acadêmicas na área de Engenharia de Transportes. Para o setor, as pesquisas acadêmicas são de extrema importância para a geração de conhecimento e inovação. “O aprofundamento acadêmico em áreas de políticas públicas e estratégias setoriais vem para apoiar o desenvolvimento da aviação brasileira”, diz Eduardo Sanovicz, presidente da ABEAR. “Com pesquisas científicas, pretendemos estabelecer alicerces sólidos e perenes para a aviação. Isso faz parte de um conjunto de esforços que visam ao aprimoramento profissional e ao desenvolvimento sustentável do setor aéreo”, completa.
Fonte: Turismo em Foco - João Pessoa/PB


Comentários da notícia