Missão para um empresário de sucesso: funcionários felizes são mais produtivos

29/03/2014 - Pergunta: Por que a felicidade dos funcionários é importante? Richard Branson Resposta: Funcionários felizes são fundamentais para o sucesso de uma empresa. Todos nós sabemos disso instintivamente, mas pode ser difícil identificar exatamente o porquê. Ninguém em sã consciência diria que os funcionários devem se sentir tristes e oprimidos no trabalho, mas parece que algumas empresas e seus gestores são movidos pela intenção de comandar um grupo de pessoas infelizes --e de serem bem-sucedidos em fazer apenas isso. Primeiramente, vejamos as evidências científicas: uma pesquisa divulgada este mês pela Universidade de Warwick, no Reino Unido, confirma que, em média, a felicidade torna as pessoas 12% mais produtivas. Um dos pesquisadores, Andrew Oswald, afirmou em um comunicado à imprensa: "empresas como o Google investiram mais para zelar pelo bem-estar de seus funcionários e, como resultado, a satisfação deles aumentou. No Google, a satisfação dos funcionários aumentou 37%. E eles sabem do que estão falando. Em condições cientificamente controladas, deixar os empregados mais felizes realmente compensa." Como você pode fazer com que seus funcionários sejam mais felizes? Os pesquisadores ofereceram chocolates e frutas a suas cobaias, além de exibirem vídeos de comédia antes de colocá-los para trabalhar. Infelizmente, as empresas não podem depender de lanchinhos para manter seus empregados felizes, pois o efeito desses agrados não duraria muito. As recompensas mais comuns que as empresas costumam oferecer --bônus e aumentos salariais-- também têm um efeito limitado. Afinal, há várias pessoas que são muito bem pagas, mas, ainda assim, também são muito infelizes no trabalho. Quer você esteja lançando uma startup ou gerenciando uma empresa já estabelecida, terá que se esforçar muito para fazer as pessoas felizes, e isso não acontece por acaso. Crie essa função para você mesmo, assim como o reino do Butão, no Himalaia, criou a Comissão da Felicidade Nacional Bruta, supervisionada por um secretário cuja tarefa é cuidar da felicidade da população. Você precisa pensar sobre o que sua equipe necessita para se manter comprometida e analisar o que motiva seus subordinados no longo prazo. O básico são escritórios bem planejados e com muita luz natural, tarefas estimulantes e uma remuneração justa. A pesquisa mostrou também que uma força de trabalho saudável é mais feliz --as pessoas que têm uma boa saúde são mais produtivas e faltam menos ao trabalho devido a doenças. Com tudo isso em mente, há alguns anos nós investimos na Virgin Pulse, uma empresa focada em ajudar as empresas a incentivarem seus funcionários a serem mais ativos por meio de um programa de recompensas. Nós da Virgin também acreditamos que uma política de trabalho flexível é muito eficaz nesse sentido. Essas diretrizes, que nós introduzimos em quase todas as empresas de nosso grupo ao longo dos últimos anos, significam efetivamente que, desde que os funcionários façam seu trabalho, eles podem trabalhar quando quiserem e de onde quiserem. Não foi fácil criar e implementar esse sistema: antes de mais nada, nossa equipe investiu em pesquisas para se certificar de que ele era viável e, após estarmos todos de acordo, tivemos que promover uma mudança de cultura em todos os nossos escritórios. Mas esse foi o pequeno preço que tivemos que pagar, pois isso era o que nossos funcionários queriam --e nós sabíamos que demonstrar respeito e confiança para com os nossos empregados aumentaria os níveis de felicidade deles e também a produtividade e a criatividade de cada membro da equipe. Mas, além de criar boas políticas, você precisa pensar sobre o que torna sua empresa diferente e ajudar seus funcionários a cultivarem isso. Se seu diferencial for a missão de sua companhia, dê a seus funcionários as ferramentas necessárias para que eles consigam monitorar o progresso da empresa em direção a seus objetivos. Se for o engajamento com os clientes, capacite seus empregados para que eles possam adotar uma postura de liderança enquanto atendem os clientes. Se você quiser descobrir por onde deve começar, preste atenção e descubra onde estão os funcionários mais felizes de sua empresa, pois essa felicidade pode indicar que algo está funcionando muito bem --e esse algo poderá ser replicado em outros departamentos. E, finalmente, lembre-se de que você se tornou empresário porque gosta dessa função. Por isso, comemore suas conquistas e as dos seus funcionários, pois cada avanço representa um passo no caminho em direção ao sucesso de seu negócio. Se você estiver desenvolvendo um projeto que exija que as pessoas trabalhem várias horas extras, quando esse projeto estiver concluído relaxe um pouco e dê a seus funcionários uma chance de se reconectarem fora do escritório. No ano passado, o escritório da Virgin Management em Londres mudou para novas instalações localizadas em Little Venice, na região oeste de Londres. Foram meses difíceis para a equipe, que teve que trabalhar muitas horas extras durante o dia e a noite para preparar a mudança. Depois de concluir a tarefa e quando todos já estavam instalados no novo escritório, nós decidimos fazer uma festa --cujo tema foi o mundo dos piratas-- para agradecer ao grupo por todo o trabalho duro realizado. Nós nos divertimos muito! Mas, no dia seguinte, vimos a nossa equipe na primeira página dos jornais locais, pois os vizinhos acabaram chamando as autoridades para reclamar sobre o barulho de nossos tambores de aço (instrumentos musicais de percussão muito utilizados nos ritmos musicais caribenhos, constituídos por um cilindro feito de aço e fundo moldado em concavidades de diferentes tamanhos) instalados no terraço da cobertura, que talvez tenham ressoado um pouco além do horário permitido. Apesar de termos pedido desculpas pelo inconveniente, aquela foi uma noite que ninguém no escritório vai esquecer, e a comemoração funcionou maravilhosamente bem para recuperar o espírito de equipe. Você provavelmente achará sua função de gerente da alegria muito gratificante. Poucos dias atrás, alguém me enviou um link de um vídeo feito pela equipe da Virgin America, uma recriação do vídeo da canção "Happy", de Pharrell Williams (http://bit.ly/1lkowbI). Essa exibição de satisfação dos funcionários me deixou muito feliz (e, a propósito: gostei da coreografia, pessoal). (Richard Branson é fundador do Virgin Group e de empresas como Virgin Atlantic, Virgin America, Virgin Mobile e Virgin Active. Ele tem um blog em www.virgin.com/richard-branson/blog. Você pode segui-lo no Twitter em twitter.com/richardbranson. Para saber mais sobre o Virgin Group: www.virgin.com. Perguntas dos leitores poderão ser respondidas em futuras colunas. Por favor, as envie para RichardBranson@nytimes.com, incluindo seu nome, país, e-mail e o nome do website ou publicação onde você lê a coluna.) Cristhian Rojas
Fonte: Do UOL


Comentários da notícia