Cresce o número de empresas que investem em previdência e seguros para motivar talentos

28/03/2014 - Em quatro meses, novo produto para pequenas empresas arrecadou o equivalente a 37% das reservas que a Brasilprev já tinha nesse segmento Com uma procura por talentos cada vez mais acirrada, algumas empresas dedicadas à atração de quadros qualificados têm apostado no aumento de benefícios oferecidos. Essa demanda faz com que seguradoras e empresas de previdência privada ajustem seus produtos para os pequenos e médios negócios. “Temos olhado para essa oportunidade há algum tempo”, conta Sandro Bonfim da Costa, superintendente de produtos da Brasilprev Seguros e Previdência. Segundo Costa, a empresa tem simplificado a operacionalidade para empresas pequenas, sem a necessidade de desconto em folha de pagamento, de forma que o plano seja bom para o funcionário e com valores mais baixos se comparados a produto de pessoa física. A Brasilprev lançou um produto voltado para o segmento de pequenas e médias empresas em outubro de 2013. E os resultados demonstram boa aceitação. Em quatro meses, a novidade arrecadou o equivalente a 37% das reservas que a Brasilprev já tinha nesse segmento, existente na companhia há oito anos. “Esse produto permite que mais pessoas tenham acesso a uma ferramenta para segurança financeira e planejamento de projetos de longo prazo. Ao mesmo tempo, para a empresa, é uma ferramenta estratégica para atrair e reter talentos”, afirma Mauro Guadagnoli de Souza, superintendente comercial da companhia. A Emdoc, que oferece atendimento a empresas e pessoas físicas em trâmites de imigração para o Brasil, transferência de brasileiros para o exterior e serviços de realocação, ainda não tem plano de previdência para seus funcionários, mas isso já está no planejamento da empresa. “Estamos revisando os benefícios neste ano e estudando a implementação de um plano de previdência”, diz Guilherme Capozzi, coordenador de recursos humanos da empresa, que oferece seguro saúde e odontológico e também tem o convênio farmácia, benefício usado por 80% dos funcionários, que têm mais facilidade para comprar medicamentos com ele. A Emdoc tem 200 funcionários, e segundo uma das sócias, Fátima Kaiser, investiu mais de R$ 1 milhão em benefícios no ano passado, incluindo aí o seguro de vida.
Fonte: Estadão PME


Comentários da notícia