Sala invertida, metodologia que promove autonomia intelectual do aluno

25/03/2014 - A metodologia está sendo utilizada no Uninter. Denominada Sala de Aula Invertida, uma nova metodologia utilizada no Centro Universitário Uninter é considerada uma das principais tendências de ensino superior. O sistema permite que o estudante acesse o conteúdo teórico online e posteriormente tire dúvidas e realize atividades de aplicação prática dos conceitos em sala de aula. Nesse método o professor é um mediador, que orienta e guia o estudo, e não apenas transmite os conteúdos. “O objetivo é potencializar o que tem de bom no ensino a distância e na educação presencial. A metodologia é para os alunos que precisam de flexibilidade de horário, mas também precisam de uma vivência acadêmica menos individual. Assim surgiu a ideia, estudamos a metodologia e aplicamos em vários cursos”, explica a coordenadora pedagógica de graduação do Grupo Uninter, Inge Suhr. A utilização da metodologia da Sala de Aula Invertida pelo Uninter visa a beneficiar as pessoas que querem fazer um curso universitário, mas não têm tempo disponível para estar em sala quatro horas diárias em horários predeterminados. O aluno não precisa frequentar todos os dias as aulas presencialmente, basta organizar seu tempo para acessar os conteúdos oferecidos online e pode estudar nos locais e momentos mais convenientes. Depois de fazer o estudo de maneira autônoma, os alunos participam dos encontros presenciais, que ocorrem duas vezes por semana. Todo o material de estudo como textos, vídeos, videoaulas, atividades de fixação e até mesmo de autoavaliações estão disponíveis num ambiente virtual de aprendizagem. “É uma inversão da lógica tradicional. O aluno tem que se preparar previamente, precisa ter feito leituras, atividades, e chagar na sala de aula dominando conceitos. No encontro presencial ocorre o aprofundamento do tema e a aplicação”, diz a coordenadora. Inge destaca que alguns institutos de pesquisa já apontam que a tecnologia da Sala de Aula Invertida pode ser o futuro da educação, uma vez que nos dias de hoje as pessoas buscam informações principalmente em meios eletrônicos. Ela explica que os professores do Uninter passam por uma preparação específica e contínua para atender e aplicar a metodologia. A ideia do projeto Sala de Aula Invertida ou “Flipped Classroom” veio de dois professores americanos, Jonathan Bergman e Aaron Sams, que lecionavam em escolas de ensino médio nos Estados Unidos. Muitos dos seus alunos eram atletas e precisavam se ausentar das aulas regulares por longos períodos de tempo. A partir daí os professores criaram essa estratégia diferenciada, para que esses estudantes pudessem praticar os esportes sem prejudicar os estudos. O Uninter já oferece os seguintes cursos nesta modalidade: Gestão Comercial, Comércio Exterior, Pedagogia, Gestão Financeira, Gestão de Recursos Humanos e Marketing.
Fonte: Nota 10 - Curitiba/PR


Comentários da notícia