Emprego na indústria repete dinâmica de 2013, diz Fiesp

19/03/2014 - SÃO PAULO - O nível de emprego da indústria paulista, que caiu 0,17% em fevereiro ante janeiro, na série com ajuste, representa "um resultado fraco e com a mesma dinâmica verificada em 2013", afirmou o gerente do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), Guilherme Moreira. Em números absolutos, a indústria paulista teve um saldo de 7,5 mil contratações em fevereiro ante janeiro. Já na comparação com fevereiro de 2013, a entidade registrou 42,5 mil demissões em fevereiro. Entre as áreas, a que mais gerou empregos em fevereiro foi a indústria alimentícia, que contratou 3,1 trabalhadores no mês passado. Outros setores que também se destacaram foram os de artefatos de couro e calçados e de confecção de artigos de vestuário. Para 2014, a perspectiva da Fiesp para o emprego industrial continua sendo de estabilidade. "A criação de postos do setor deve fechar o ano perto do zero, uma vez que a indústria já fez um ajuste de quadro de funcionários para uma demanda que há certo tempo não está aquecida", disse Moreira. Outro fator que reforça essa expectativa é a perspectiva de um crescimento pouco expressivo para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Na semana passada, a Fiesp rebaixou a estimativa para atividade de alta de 2% para 1,4%. Ainda segundo a Fiesp/Ciesp, o PIB da indústria de transformação deve recuar 0,8% em 2014. LUÍS LIMA - Agencia Estado
Fonte: O Estado de S.Paulo


Comentários da notícia