As empresas que mais contratam estrangeiros

05/03/2014 - Saber quais são as organizações mais propensas à contratação de profissionais de outros países pode ser um bom começo para aqueles que pensam em tentar a sorte lá fora Muitos profissionais pensam em trabalhar algum dia fora do Brasil. Saber quais são as empresas mais propensas à contratação de estrangeiros pode ser um bom começo para aqueles que pensam em tentar a sorte lá fora. Com a ajuda do site MyVisaJobs.com e dados de 2012 da Secretaria de Estatísticas de Trabalho dos Estados Unidos, a Forbes listou as dez organizações que mais investem em talentos de fora do país. A lista leva em consideração o número de trabalhadores estrangeiros contratados e a média salarial anual oferecida. Infosys Setor: Tecnologia De longe, a empresa de tecnologia Infosys foi o maior contratante de trabalhadores estrangeiros nos Estados Unidos. Foram contratados cerca de 15.800 trabalhadores com vistos em 2012, e o salário médio pago foi de US$ 75.062/ano, segundo o MyVisaJobs.com. Setor: Tecnologia A Wipro, da Índia, trouxe 7.178 trabalhadores para os Estados Unidos em 2012 e pagou-lhes uma média salarial de US$ 76.920/ano. Setor: Tecnologia A Tata Consultancy Services, da Índia empregou 6.732 trabalhadores estrangeiros e lhes pagou um salário médio anual de US$ 64.350. Setor: Informática A IBM trouxe 6.190 trabalhadores imigrantes altamente qualificados para os EUA e pagou US$ 82.630/ano, em média. Deloitte Consulting Setor: Consultoria e gestão Deloitte patrocinou a contratação de 4.735 profissionais e pagou-lhes um salário médio anual de US$ 98.305. Setor: Informática Bill Gates tem sido um grande defensor do aumento do número de vistos para trabalhadores estrangeiros nos Estados Unidos. Segundo dados da Secretaria de Estatísticas de Trabalho, a Microsoft contratou 4.067 trabalhadores estrangeiros em 2012 e pagou um salário médio de US$ 109.566/ano. Setor: Tecnologia Os escritórios da L&T Infotech ficam em Bangalore, na Índia. Eles patrocinaram a ida, para os Estados Unidos, de 3.253 trabalhadores, com um salário médio de US$ 59.241 por ano. Setor: Consultoria Com sede em Dublin, na Irlanda, a Accenture empregou 2.653 trabalhadores estrangeiros em 2012 com um salário médio anual de US$ 72.704 Ernst & Young Setor: Prestação de serviços de consultoria A maioria das pessoas, ao ouvir falar na Ernst & Young, não imagina que o grupo conte com três escritórios em Kerala, na Índia. E eles contrataram 2.316 trabalhadores estrangeiros nos Estados Unidos em 2012, pagando uma média salarial de US$ 86.428/ano. Mahindra Satyam Setor: Tecnologia Com escritórios em todo o mundo - oito deles nos Estados Unidos -, a Mahindra contratou 2.310 trabalhadores estrangeiros com um salário médio de US$ 70.495 ao ano
Fonte: O GLOBO


Comentários da notícia