Professor necessita saber o que pede de seus alunos

01/03/2014 - A tese de doutorado da professora Maria do Carmo Fernandes Lopes, vinculada ao programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, mostra a necessidade dos educadores do ensino médio saberem fazer o que cobram de seus alunos. A professora defendeu a pesquisa na última terça-feira, no Anfiteatro do Centro de Ciências Exatas, no campus central da Universidade e foi aprovada com êxito. A tese “Escrever e Avaliar textos argumentativos: saberes docentes em ação”, é resultado de pesquisa qualitativa feita junto à professores do ensino médio. Aos professores foi pedido que realizassem a mesma produção escrita, no caso, artigo de opinião, que solicitaram a seus estudantes. O trabalho de pesquisa investigou a avaliação feita pelos professores das produções escritas dos estudantes. Analisou também as produções escritas sobre o mesmo assunto feitas pelos professores. O resultado, que foi mostrado na defesa da tese, revela a importância do professor ter a capacidade de realizar aquilo que solicita aos seus alunos. Virar regra A tese defende que os saberes que o professor exige de seus estudantes deve ser de seu domínio para que exista um trabalho eficiente de ensino-aprendizagem de texto argumentativo. É uma pesquisa que deveria virar regra, e não apenas no campo do texto argumentativo. A professora Maria do Carmo Fernandes foi avaliada por uma banca formada por Luci Banks-Leite (Unicamp), Leiva Leal (UFMG), Maria Bernadete de Oliveira (UFRN), Marta Araújo (UFRN), Marly Amarilha (UFRN - Orientadora).
Fonte: Tribuna do Norte - RN - Natal/RN.


Comentários da notícia